Topete para 2016

Uma das fórmulas do passado, voltaram contudo para esse começo de ano. O topete, muito usado nos tempos da brilhantina, mostram-se modernos e versáteis quando juntado com outros penteado que já fazem sucesso dentre os homens. Dessa forma, separe seu modelador e prepare-se para fazer o topete mais charmoso e estiloso.

O topete modelado em formato de onda, variando no comprimento dependendo do estilo de seu cabelo, é o que se apresenta em alta entre os homens. Assim, sabendo que ele é o ponto chave do seu penteado, faça com que o corte também deixe em evidência o seu volume, ou seja, uma lateral mais baixa com o volume acentuado na parte de cima.

blog.shop4men.com.br/topete-para-2016

A diferença entre o famoso Undercut com o estilo de topete com volume, é que nesse caso não é necessário raspar com máquina ou até mesmo deixar bem baixas. Nesse caso, somente saber balancear, deixar a lateral mais baixa mas com um volume que evidencie o topete. Dessa forma, geralmente se usa para isso uma tesoura para dar um aspecto natural para os fios. Também é possível, para quem preferir, adaptar o uso da franja longa modelada em curvas , deixando assim, as pontas desfiadas.

Para modelar, a escova já se torna uma regra, pois é ela que da o corpo necessário para conseguir um bom volume. Além disso, um finalizador com efeito matte (fosco) para conseguir uma boa fixação mas sem parecer artificial mas sim natural. Diferentemente dos tempos da brilhantina, o fosco, consegue dar uma boa qualidade para os fios com aspecto super natural como se não houve produto no cabelo.

blog.shop4men.com.br

  1. Lave o cabelo e enxugue com a toalha.
  2. Passe um pouco do modelador de efeito mate (fosco). Espalhe o produto pelo topo da cabeça penteando o cabelo para trás com seu pente.
  3. Se quiser modelar a franja em curva lateral, use a escova para enrolar os fios., jogando-o para trás.
  4. Quando tudo estiver no lugar, aplique mais um pouco de pomada ou pasta.
  5. Para segurar bem o penteado, se quiser finalize com spray fixador.

 

Pedro Tricta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *