Camisa pólo: das quadras para as passarelas

Camisa pólo: das quadras para as passarelas

Alternativa ideal para manter um estilo formal, mas não tão sério, a camisa pólo é sinônimo de elegância e tão importante em um guarda-roupa de um homem quanto as camisas sociais. A moda básica masculina diz que é preciso ter pelo menos quatro peças: uma branca e uma preta lisa e duas com listras discreta. Mas você conhece a história da camisa pólo?

Alguns acreditam que a camisa pólo que conhecemos hoje tem origem na India, durante a colonização britânica no século XIX. Outros dizem que foi John Brooks o criador da “original camisa pólo de um botão”. Jean Rene Lacoste, das camisas com o pequeno jacaré, também já foi apontado como o inventor dessa peça tão famosa em todo mundo.

Se olharmos os diferentes tipos de camisa pólo de cada período, não vai ser difícil perceber que cada um influenciou bastante a camisa que usamos hoje: feita de algodão, com dois botões e um estilo elegante e descontraído.

Famoso jogador de tênis e fundador da marca Lacoste, Jean Rene Lacoste definitivamente criou a camisa pólo que mais de assemelha com a que usamos hoje. Isso não significa que Lacoste é o inventor da peça. No entanto, é inegável que ele é quem mais contribuiu para este sucesso.

De uma forma ou de outra, o que mais chama a atenção na trajetória da camisa pólo é sua rica história aliada ao mundo dos esportes. Provavelmente é uma das vertentes da moda masculina que mais se beneficiou das competições esportivas, principalmente do tênis, do golfe e do pólo. Naquela época, era importante estar bem vestido nas “batalhas”, perdendo ou ganhando.

Independentemente de quem a inventou, a camisa pólo é sem dúvida um produto de uma rica história.

Qual sua cor de camisa pólo preferida?

Amanda Sergio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *